Rússia 2018: Argentina quer acabar com jejum de 25 anos sem títulos

| 27 de maio de 2018

Messi2Quebrar um tabu de 25 anos sem título. Esse é o objetivo dos argentinos na Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Após ficar com o vice no Brasil, a seleção argentina começa sua caminhada na Copa deste ano no grupo D, ao lado de Croácia, Islândia e Nigéria. O grande trunfo do time é Lionel Messi, que chegou a anunciar em 2016 que não jogaria mais pela seleção, após ser vice-campeão da Copa América. Mas voltou atrás em sua decisão com o objetivo de ser campeão mundial por seu país.

A Copa América de 1993 foi o último título conquistado pela Argentina. Após uma campanha irregular, com diversos empates, a Argentina encarou o México no final da competição. Com dois gols de Batistuta, os argentinos derrotaram os mexicanos por 2 a 1 e conquistaram o que é até hoje sua última taça levantada.

Apenas na última Copa, em 2014, no Brasil, a Argentina voltou a disputar uma final. Liderados por Messi, acabaram derrotados por 1 a 0 pela Alemanha e não conseguiram por fim ao jejum. A saga da Argentina em busca de títulos prosseguiu nos anos seguintes, com os argentinos chegando nas finais das Copas Américas de 2015 e de 2016, perdendo ambas para o Chile. A missão agora será na Rússia.

O primeiro desafio dos argentinos na Copa será a estreante Islândia, no dia 16 de junho, em Spartak. Na segunda rodada enfrentam a forte seleção da Croácia, provavelmente no jogo mais difícil da equipe na primeira fase, na cidade de Nizhny Novgorod. A Argentina encerra sua participação na fase de grupos contra a Nigéria, em São Petersburgo.

Texto: Paulo Henrique Gomes/Agência do Rádio Mais

Categoria: Copa 2018, Destaque

.