Polidoro Junior

1003886_306945959445553_457507391_n

Polidoro Júnior é natural de Florianópolis, filho de Dakir Polidoro, consagrado radialista, ex-prefeito da capital catarinense, fundador da Casa do Jornalista, e cujo nome foi aprovado para o maior prêmio que é concedido aos jornalistas e radialistas da cidade, que é o Prêmio Dakir Polidoro de Imprensa. Foi por incentivo do pai que Polidoro Júnior entrou na imprensa.

O começo foi em 1979, na antiga Diário da Manhã. Depois RBS, TV Cultura, e muitas emissoras de rádio (boa parte da sua vida na Guarujá) e tevê, em 36 anos de uma consagrada carreira profissional. Participou da fundação das rádios Guararema e CBN Diário. Editou jornais de Figueirense e Avaí, além da Revista de Campeão Catarinense do Figueirense de 1994 e da Revista de Campeão Brasileiro do Avaí em 1998.

Polidoro é sócio e atual vice-presidente da Acesc- Associação dos Cronistas Esportivos de SC, Abrace- Associação Brasileira de Cronistas Esportivos, e da AIPS – Associação Internacional da mídia esportiva, além da ACI- Associação Catarinense de Imprensa e da nova ACEB, Associação dos Cronistas Esportivos do Brasil. Tem 17 participações em Jogos Abertos de SC, cobriu todas as finais do campeonato catarinense desde 1979, além de ter participado da cobertura da Copa América de 2011 na Argentina, e da Copa das Confederações de 2013, desde a estreia em Brasília até a grande final no Maracanã diante da Espanha, com o título ficando com a seleção brasileira, além da Copa do Mundo 2014. Em junho de 2015, esteve na sua segunda Copa América, disputada no Chile.

IMG_8396Polí – como também é conhecido – ressalta com orgulho o Troféu e Diploma de Manezinho da Ilha,  idealizado pelo brilhante jornalista Aldírio Simões, recebido em junho de 2008 já com a organização do filho de Aldírio, Sione de Jesus.

Em 8 de agosto de 2012, foi premiado com a Medalha  e Diploma de Mérito Dakir Polidoro de Imprensa, Categoria Rádio, em sessão solene na Câmara Municipal de Florianópolis, como o melhor profissional do ano e um dos destaques da profissão em solo catarinense.

Em outubro de 2012, Polidoro eternizou a rica história de um dos estádios mais importantes do futebol catarinense, o Adolfo Konder. Uma obra de luxo de 90 páginas, e quase 200 fotos, que foi marcante para festejar o primeiro centenário do futebol catarinense. O lançamento ocorreu no Majestic  e reuniu 400 pessoas, entre jornalistas e radialistas novos e daquela época de ouro do estádio Adolfo Konder, ex-jogadores, políticos, torcedores e fãs do futebol.

Em 23 de setembro, recebeu o Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, da Fundação Catarinense de Cultura, Governo de Santa Catarina, por conta do livro Um Jogo Inesquecível, único jogo do Rei Pelé em Florianópolis, em 1972.

Em novembro de 2013, lançou o livro Um Jogo Inesquecível, muito comentado pela mídia nacional, por ter sido o único jogo do Rei Pelé com a camisa do Santos na capital catarinense, diante do Avaí, em 15 de agosto de 1972.

Em 11 de dezembro de 2014, lançou o livro 90 anos do maior clássico, obra de luxo que eternizou a rivalidade entre Figueirense x Avaí, cujo início se deu em 13 de abril de 1924, com a disputa do primeiro clássico da história entre os maiores rivais do futebol catarinense na atualidade. Ainda em dezembro recebeu o Prêmio Destaque Esportivo Padrão de Excelência no esporte, pela Assembleia Legislativa de SC e rádio AL.

Polidoro Júnior é o mais novo membro efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de SC, instituição que foi fundada em 7 de setembro de 1896, pelo jornalista, historiador e advogado,  José Boiteux, considerado o patrono do ensino superior em Santa Catarina.

urlAtualmente Polidoro se comporta como um profissional multimídia, enquanto seu site (www.polidorojunior.com.br) já é um dos mais acessados da mídia catarinense e nacional, com foco também na seção Túnel do Tempo, onde o jornalista nos remete ao passado, pois possui um vasto arquivo de 9 mil fotos, além de muitos vídeos.

Desde 2013, Polidoro Júnior promove a inédita exposição itinerante “Centenário do Futebol Catarinense”, num total de 24 fotos, levando cultura e entretenimento para as pessoas de todas as idades, em escolas das redes pública e particular de ensino, clubes e shoppings da Grande Fpolis, onde também faz palestras. Em fevereiro de 2015, iniciou pela Assembleia Legislativa de SC a Exposição 90 anos do maior clássico, agora com 4 módulos de 16 painéis cada e um total de 49 fotos destacando a rivalidade entre avaianos e alvinegros.

Medalha

Em 23 de março de 2016, recebeu no aniversário de 343 anos de Florianópolis a Medalha e Diploma de Mérito Francisco Dias Velho em sessão solene da Câmara Municipal de Florianópolis na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, por sua atuação na mídia esportiva e também pelos livros editados nos últimos anos.

polieua-Ainda em 2016, duas grandes coberturas de caráter internacional: a Copa América nos Estados Unidos (a terceira da carreira) e os Jogos Olímpicos Rio 2016.

 polirio-

Credenciado oficial pelo Comitê Olímpico Brasileiro, com a chancela do COI – Comitê Olímpico Internacional, Polidoro Júnior esteve na Rio 2016 com o produtor e cinegrafista Rodrigo Polidoro, ambos também credenciados pelo Rio Media Center, o Centro de Mídia da Olimpíada.

polirio1-