Foi no sufoco, na raça, na persistência, mas Brasil superou a Costa Rica

| 22 de junho de 2018

BraRu BrasilRuNa base do sofrimento, o Brasil acabou vencendo a Costa Rica por 2 a 0, gols de Philippe Coutinho e Neymar, resultado que tranquiliza o grupo depois do empate em 1 a 1 com a Suíça. Durante toda a partida, a seleção brasileira dominou o jogo, teve mais posse de bola, mas encontrava dificuldades em furar o bloqueio bem montado pela Costa Rica.

O lance mais polêmico da partida, ainda quando estava 0 a 0, foi uma penalidade em Neymar. O árbitro assinalou o pênalti, mas depois viu a imagem e optou por anular a marcação. Foi pênalti sim, ignorado pelo árbitro, apenas porque Neymar sempre valoriza e a queda espalhafatosa não pode ser maior do que o a falta sofrida dentro da área.

Philippe Coutinho foi o melhor em campo, mas destaco o bom futebol do Douglas Costa, sempre ofensivo, colaborando para o crescimento do time em campo. O goleiro Alisson foi bem quando exigido, Thiago Silva comandou bem o sistema defensivo, enquanto Gabriel Jesus acertou o travessão adversário com a bola insistindo em não entrar e Neymar foi bem marcado e ainda assim deixou o seu gol. No final, Neymar desabou a chorar, até ser consolado pelos companheiros.

Fotos: redes sociais/UEFA

Categoria: Copa 2018, Destaque

.