Copa do Brasil 2015: Héber vai embolsar menos de R$ 5 mil. Pouco, muito pouco

| 30 de novembro de 2015

héberPara a maioria do povo brasileiro é muito grana, mas para a responsabilidade de arbitrar uma partida final, recheada de provocações e polêmicas, além da renda que deve passar da casa dos milhões, R$ 4.800,00 (quatro mil e oitocentos reais) é troco e muito pouco. Pois essa será a quantia que o árbitro Héber Roberto Lopes receberá para apitar a grande final da Copa do Brasil 2015, entre Palmeiras x Santos, nesta 4ª feira, 22 horas, na Allianz Parque, a bela arena da Sociedade Esportiva Palmeiras.

A taxa de arbitragem (final) para um árbitro do quilate do Héber, que é FIFA, é de R$ 4.300,00 (Quatro mil e trezentos reais), além da diária de R$ 500,00 (Quinhentos reais), a que tem direito quem for se deslocar por mais de 900 km (SC para SP).

Em um rápido levantamento, apenas em dois jogos recentes do Palmeiras, as duas rendas ultrapassaram a casa dos milhões de reais:

02/08 – Palmeiras x Cruzeiro – Público: 38.794 pagantes  Renda: R$ 3.325.090,00

28/6 – Palmeiras x São Paulo – Público: 29.233   Renda: R$ 1.989.100,00 

Logo, a taxa de arbitragem é pífia, representa quase nada, perto dessa imensidão financeira, se olharmos a importância de cada profissional diretamente envolvida em uma partida de futebol.

Categoria: Destaque, Outros assuntos

.