Chile conquista o bicampeonato da Copa América e Messi perde penalidade

| 27 de junho de 2016

chile chile1Foi uma partida truncada, violenta, com expulsões, pulso firme do árbitro Heber Roberto Lopes, e com Messi perdendo a penalidade e encaminhando o título para o Chile.

No tempo normal e na prorrogação, o placar não mudou: 0 a 0. Heber Roberto Lopes expulsou jogadores de ambos os lados e ainda assim não se respeitavam e davam margens para novas expulsões, mas Heber conduziu a partida muito bem até o seu final com uma grande atuação.

Nas penalidades, Vidal perdeu para os chilenos e Messi do lado argentino. Dali em diante, o Chile pressentiu que o título seria novamente da seleção que joga o melhor futebol entre os sul-americanos. Chile, bicampeão da Copa América, novamente em disputa de pênaltis.

Repetição

Na Copa América de 2015, no Chile, a torcida chilena jogou junto com a seleção, Chile x Argentina decidiram nas penalidades e deu Chile, 4 a 1. Nos EUA, foi 4 a 2.

O chileno Vargas foi o goleador do torneio nos EUA com 6 gols, Bravo o melhor goleiro, Alexis Sanchez o Bola de Ouro e o Chile foi bicampeão, comprovando toda a superioridade de La Roja. A Argentina fica na fila, pois não conquista uma Copa América há 23 anos.

O público no Metlife Stadium em Nova Jérsei foi de 82.026 torcedores

Fotos: Conmebol.com

Categoria: Copa América EUA, Destaque

.